SEIS CLUBES DE FUTEBOL DEMARCAM-SE DO CONGRESSO ORDINÁRIO DA FFGB

Instalou-se a polêmica entre os clubes e associados da Federação de Futebol da Guiné-Bissau(FFGB), na sequência do Congresso Ordinário do órgão que foi realizado por um grupo de associados do organismo, no último sábado, num dos hotéis da capital Bissau.


Tratam -se do Sport Bissau e Benfica, Futebol Clube de Pelundo, Estrela Negra de Bissau(FARP), Portos de Bissau, Mavegro, Futebol Clube de Quinará e a Associação da Medicina Desportiva.

Segundo informações disponíveis, os seis clubes e mais uma associação alegam que não credenciaram membros das suas direções para tomarem parte do congresso eleitoral, onde o empresário guineense, Fernando Tavares, foi eleito presidente da FFGB.

Perante este cenário, os clubes em causa já dirigiram uma nota à secretaria geral do organismo que dirige o futebol nacional, Virginia Mendes Cruz, onde consideram de sem efeito a participação dos seus clubes no referido congresso.

A carta dirigida à secretaria geral da FFGB foi assinada pelos respectivos presidentes dos clubes.

Numa breve declaração à imprensa este domingo, 09 de agosto, na sede da FFGB, no alto Bandim em Bissau, o primeiro vice-presidente do clube, Ernesto Mendes, considera de sem efeito a participação com o nome do clube de Pelundo no congresso.

"A direção do clube não credenciou ninguém para tomar parte no congresso e quem marcou presença lá até foi informado pelo presidente do clube e participou pela iniciativa própria e não do clube de Pelundo", explicou Ernesto Mendes.

De referir que o Comité Executivo cessante da FFGB considera de ilegal o Congresso Ordinário do órgão que elegeu o empresário guineense, Fernando Tavares, como presidente do organismo que dirige o futebol nacional.

Em conferência de imprensa, na sede da FFGB Mama Saliu Baldé alega que o número dos associados do organismo presentes no congresso com poderes de votos não ultrapassa 15, o que demonstra claramente que o princípio da legalidade não foi respeitado.

Por: Alison Cabral

Partilhe no Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário