COMITÉ EXECUTIVO CESSANTE CONSIDERA DE ILEGAL ELEIÇÃO DE NOVO PRESIDENTE DA FFGB

O órgão cessante do executivo da Federação de Futebol da Guiné-Bissau considerou, hoje 09 de Agosto, de ilegal a eleição de Fernando Tavares, (Bené) à liderança da Federação Guineense de futebol.

Este sábado, 25 clubes e associações elegeram Bené para o cargo do presidente da Federação de futebol para os próximos 4 anos. 

Dirigente desportivo falava numa conferência de imprensa realizada hoje na sede da Federação no Alto Bandim, com a presença de alguns membros do órgão executivo.

Vice Presidente da FFGB igualmente membro do comité executivo cessante, Mama Saliu Baldé explicou que o acto da escolha do novo presidente é ilegal facto que não incomoda a direção cessante.

"Para nós é um simples divertimento realizado ontem, um congresso não é efectivado na molde como aconteceu ontem, o congresso não é convocado como é possível ser realizado, o comité executivo não tem essa batalha como a vida e o morte, estamos aqui para cumprir a legalidade " frisou. 

Mama Saliu, considera de insulto aos desportistas a escolha ilegal do novo presidente da federação de futebol da Guiné-Bissau pelo colectivo de cinco candidatos.

De lembrar que ontem 25 delegados e cinco candidatos à presidência da Federação de Futebol escolherem o Fernando Domingos Tavares como novo presidente para o mandato de quatro anos.

Partilhe no Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário