BENÉ: "PROMETO RESGATAR OS VALORES DO FUTEBOL NACIONAL CASO EU FOR ELEITO PRESIDENTE DA FFGB"

O candidato à presidência da Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB), Fernando Tavares, promete resgatar os valores do futebol nacional, como sociais e desportivo, caso for eleito presidente do organismo que gere o futebol guineense no próximo congresso ordinário do órgão.


"Nós (eu e a minha equipa) iremos trabalhar para que haja um resgate aos valores (sociais e desportivos) que outrora faziam lotar os nossos estádios. Resgatar a paixão dos amantes do desporto rei. Queremos fazer dos nossos estádios um ambiente familiar e seguro para as crianças, jovens, mulheres e homens", explicou Fernando Tavares.

Em conferência de imprensa esta quarta-feira, 01 de julho, do lançamento da sua candidatura, denominada "Projeto para Mudança", na sede onde funciona a sua empresa, Tavares promete ainda capacitar os agentes de futebol e criar condições para a prática da modalidade.

Conhecido no mundo desportivo por Bené, o empresário guineense ligado ao setor de agenciamento de navios de cargas, disse que a decisão da sua candidatura surge da necessidade de uma profunda renovação do futebol nacional e da necessidade de corresponder com as expetativas já manifestadas pelos clubes e outras estruturas inerentes ao futebol.

Aos jornalistas, Tavares promete uma colaboração clara e honesta com a direção da liga de clubes, caso for eleito presidente da FFGB, no sentido de promover uma coesão sólida entre as duas instituições com responsabilidade de desenvolver a prática de futebol na Guiné-Bissau.

Eleito presidente da Liga dos Clubes Guineense de Futebol em 2017, Bené suspendeu a 29 de maio do ano em curso o seu mandato, deixando a direção nas mãos do vice-presidente, devido à sua pretensão de concorrer à liderança da federação. 

Em relação ao relatório e contas da atividade da direção cessante da FFGB, que foi aprovado pelos associados, o candidato promete pronunciar-se sobre a matéria em caso da sua investidura como líder do organismo que gere o futebol.  

Sobre uma eventual fusão das candidaturas, o empresário guineense mostrou-se aberto, mas alerta que só vai apoiar uma candidatura com ambição e projeto de desenvolver o futebol nacional.

Antigo jogador do FC Tombali, Ajuda Sport Clube e Mavegro, Bené foi igualmente presidente do Ajuda Sport e FC Cuntum, ambos de Bissau.

Segundo informação disponivel, além de Bené, vão à corrida eleitoral vários dirigentes desportivos guineenses que pretendem dirigir o órgão que gere o futebol nacional, incluindo o presidente cessante, Manuel Irenio de Nascimento Lopes.

Ainda estão na corrida Benelívio Cabral Nancassa Insalí, Caíto Teixeira, antigo vice-presidente do órgão, Mutaro Bari, Paulo de Mendonça e António Patrocínio, ambos membros do comité executivo do órgão.

Importa referir que o congresso eletivo está marcado para o dia 25 de Julho do ano em curso e a comissão eleitoral liderada por Lino Lopes já tomou posse, segundo informação a que a nossa estação emissora teve acesso.

Por: Alison Cabral
Rádio Jovem Bissau
Partilhe no Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário