BENELIVIO CABRAL: "SOU HOMEM CONSENSUAL PARA ASSUMIR A LIDERANÇA DA FFGB"

O dirigente desportivo guineense, Benelivio Cabral, assumiu-se como "homem consensual" para assumir, nos próximos 5 anos, a liderança da Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB), fundamentado a afirmação pelo que atravessa o futebol nacional nos últimos tempos.



"Eu sou "homem consensual" para assumir a liderança da FFGB, devido ao momento que o futebol está a atravessar na Guiné-Bissau e não vejo outro candidato a altura neste momento para enfrentar a minha candidatura.

Cabral é um dos vários dirigentes desportivos que já manifestaram a intenção de concorrer à liderança do órgão que gere o futebol guineense no próximo Congresso Ordinário, ainda sem a data marcada devido à pandemia de covid-19.

Numa entrevista concedida à Radio Jovem, no jornal desportivo, esta quinta-feira, 04 de junho, Cabral assume-se como homem com conhecimento sobre futebol e longe das querelas políticas, fazendo lembrar aos seus adversários que FFGB precisa de um homem dinâmico, com bom nível de relacionamento.

A conversa com o jornalista desportivo Aladje Seide, serviu para Benelivio Cabral apresentar a sua moção da candidatura, que tem três eixos fundamentais: transparência, rigor na gestão dos fundos da federação e formação dos quadros técnicos do órgão.

Cabral promete dar atenção aos jovens futebolistas para permitir o desenvolvimento do futebol na Guiné-Bissau e lutar contra a corrupção e desvio dos fundos doados pela FIFA a Federação de Futebol do país. 

Nesta entrevista à nossa estação emissora, Cabral promete ainda acabar com o clientelismo, amiguismo, alas e favores dentro do organismo que rege o futebol nacional, caso for eleito seu presidente.

Em relação aos seus desafios, o dirigente diz que vai propor um orçamento de 250 a 300 milhões francos CFA para premiar todas competições nacionais organizadas pela instituição federativa guineense.

Cabral anunciou ainda que, caso for confirmado presidente da federação, vai entregar a organização do campeonato nacional a liga dos clubes.

O congresso ordinário da Federação de Futebol para eleger o novo presidente do órgão estava prevista para este mês de junho, mas devido à situação imposta pelo novo coronavírus, ficará para outra data a indicar pelo comité executivo. 

Por: Alison Cabral
Radio Jovem

Partilhe no Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário