BACIRO CANDÉ IMBATÍVEL NO ESTÁDIO '24 DE SETEMBRO'


A Guiné-Bissau continua imbatível em casa.
O selecionador nacional de futebol Baciro Candé completou três (3) anos sem perder em casa '24 de Setembro', desde que regressou ao comando técnico da seleção nacional em 2016.


A seleção tornou-se numa autêntica máquina de futebol e de resultados positivos, sobretudo em casa. Ontem, terça-feira, 10 de Setembro, fez exatamente três anos que o selecionador Baciro Candé não perdeu no seu "quartel general" no Alto Bandim, periferias.

A seleção nacional de futebol "Djurtus", eliminou a sua congénere de São Tomé e Príncipe "Falcões e Papagaios", com uma vitória de [2-1] na partida referente a segunda mão da pré-eliminatória para a fase de grupos de qualificação para mundial Qatar-2022.

Na partida, a seleção visitante estava adiantada no marcador até o fim do primeiro tempo, no reatar do jogo, os invencíveis de Baciro Candé deram reviravolta no marcador com bis do avançado Joseph Mendes que no jogo da primeira mão, era o senhor do único tento que deu vitória a Djurtus no reduto santomense.

SENHORES DA PARTIDA

O médio Piqueti Djassi, tornou-se decisivo na reviravolta ao romper a cortina defensiva dos santomenses com a sua velocidade do verdeiero Djurtu, com passes acertivos, concretizados por avançado Joseph Mendes, resgatando alergia no coração de mais de dois milhões de guineenses.

Eis os registo de Baciro Candé nas partida nas partidas em casa:

Guiné-Bissau [1-0] Quénia
Guiné-Bissau [3-2] Zâmbia
Guiné-Bissau [1-0] Namíbia
Guiné-Bissau [2-1] Zâmbia
Guiné-Bissau [2-2] Moçambique
Guiné-Bissau [2-1] São Tome e Príncipe.

Baciro Candé, nascido em Catió no dia 6 de Abril de 1967. Foi jogador de futebol, mas sua carreira nas equipas durou apenas 4 anos. Jogou por Estoril, Rio Maior, Estrela da Amadora e Amora.

Teve destaque como selecionador da Guiné-Bissau na sua primeira passagem, entre 2001 e 2009, altura em que foi substituído pelo treinador português, Luís Norton de Matos. Candé passou também no comando técnico do Sporting Clube de Guiné-Bissau, Desportivo de Farim, União Desportiva internacional de Bissau (UDIB), Nuno Tristão Futebol Clube de Bula, Estrela Negra de Bissau, Ajuda Sport Clube e Oeiras (juniores e equipa principal), este último, clube português.

Baciro Candé reassumiu o comando técnico dos Djurtus em março de 2016, substituindo Paulo Torres e com feitos históricos inéditos: Duas vezes consecutivas levou o país na maior prova do futebol continental (CAN 2017 e 2019), e apuramento pela primeira vez para a fase de grupos de qualificação para mundial Qatar-2022.

© O Golo GB

Partilhe no Google Plus

0 comentários:

Publicar um comentário