DIREÇÃO DO BENFICA ASSUME A CULPA PELA NÃO PARTICIPAÇÃO NA LIGA DOS CAMPEÕES AFRICANOS


Em entrevista ao Jornal O Democrata e a Rádio Sol Mansi, o segundo vice-presidente de Sport Bissau e Benfica, Francisco Sofia da Costa, explicou que a equipa encarnada não vai jogar esta época as competições de clubes africanos por culpa própria. O dirigente desportivo guineense reconhece que o clube foi informado da sua participação, com antecedência.

“Sobre a nossa participação na prova, recebemos a Comunicação da FFGB a tempo e respondemos que queriamos participar”, confirmou.

Segundo Francisco Sofia da Costa, a última informação que o clube recebeu da federação sobre o assunto, foi em agosto último. Reconhece que o clube encarnado podia resolver a questão da apresentação e aprovação do seu relatório de contas, antes do início das inscrições para aquela competição.

Acusou alguns membros da direção cessante do clube de falta de vontade e de ter ajudado pouco neste sentido, acabando por prejudicar todos os benfiquistas e deixando todos tristes.

“O relatório de contas da época finda é uma das cinco exigências que a Confederação Africana de Futebol impôs aos clubes africanos que vão tomar parte na competição. Na altura das inscrições, nós não estávamos prontos! Um dos atrasos tem a ver com a falta da realização da nossa Assembleia-geral para aprovação do relatório de contas”, disse o responsável dos Encarnados.

“Era apenas um relatório de cinco páginas que deveria ser discutido e submetido à aprovação! Mas as pessoas não mostraram vontade. O relatório acabou por ser aprovado no dia 25 de novembro último, numa assembleia ordinária. Mesmo assim já não podíamos nos inscrever por incumprimento de prazos legais para a entrega dos relatórios. E acabamos por sofrer por culpa própria. Portanto não vamos participar na maior competição dos clubes africanos”, lamentou.

Assegurou que a ausência dos encarnados nesta competição não tem nada a ver com questões financeiras como se especula ou devido à goleada sofrida durante o jogo da pré-eliminatória no ano passado com uma equipa marroquina, mas sim “o único motivo é devido à falta de apresentação do relatório das contas da época passada”.


O DEMOCRATA GB
Partilhe no Google Plus