GOVERNO GARANTE O PAGAMENTO DE 40% DE DIVIDAS EM ATRASO COM OS JOGADORES ANTES DO JOGO COM A NAMÍBIA


O secretário de estado de Juventude Cultura e desportos, Florentino Dias, deu a garantia que na próxima semana, o governo vai pagar uma parte de  dividas em atraso com os jogadores da seleção nacional de futebol, correspondente a 40% das dividas em atraso, e afiançou que antes do fim deste ano vão ser liquidas todas as dividas em causa.

Florentino Dias, que falava numa entrevista nesta fim-de-semana após o acto do encerramento da primeira edição da gala prémio Jovem, disse que governo lidera pelo Aristides Gomes, vai pagar quarenta porcento das dívidas em atraso como os jogadores da seleção nacional de futebol logo na próxima semana, isto e, antes do jogo da quinta  qualificação para o campeonato Africano das Nações Africana (CAN 2019) frente a seleção da Águia preta da Namíbia marcada para o dia 16 de Novembro no solo Namibiano.

“ O governo vai cumprir com as suas obrigações em relação as dívidas em atraso com os jogadores da seleção nacional de futebol, na próxima semana o governo vai pagar a primeira prestação que pode constituir qualquer coisa como 40% das dívidas como os jogadores, já temos todos os meios disponíveis para pagar a primeira prestação das dívidas em causa”. Realçou Dias.

Quanto a liquidação das em causa, o secretário de estado de Juventude Cultura e dos desportos, Florentino afincou a imprensa que todas dívidas em causa que se remontam há muito tempo vão ser líquidas antes do fim deste ano 2018  atirou Dias, sem revelar as montantes das dividas em causa entre as partes, mas disse que não é um valor muito avultado para ser cumprida. 

Questionado sobre o acordo alçando em Portugal entre o governo com os capitães da seleção de futebol, através da sua instituição, onde o governo acabou por não cumprir como os pontos acordos para pagar algumas dividas antes do jogo frente a Zâmbia em Bissau. 
 Dias, disse que o governo não violou nenhum pacto de acordo com os jogadores da seleção para liquidação das dívidas, mas sim rubricou um acordo verbal com os capitães dos Djurtus, a quando de uma viagem efetuado por mim secretário de estado de Juventude Cultura e dos desportos, e uma equipa da minha secretaria, com os elementos da FFGB, de acordo resultava que o governo devia pagar a primeira das dívidas antes do jogo com Zâmbia em Bissau, mas antes o governo devia trocar impressões com os jogadores e a FFGB, para auditar as dívidas em causa, porque sabemos que existem as dividas, mas devemos quantos e quais são estas dividas a saber.
 Nesta troca das correspondências entre as partes, mas isso não foi possível auditar as dívidas antes do jogo frente a Chipolopolos da Zâmbia em Bissau, é por isso que reportado para o jogo frente Namíbia que vamos pagar a primeira prestação.

Quanto aos preparativo para o jogo do dia 16 deste mês Namíbia, disse que foram criadas todas as condições necessárias entre o governo e a Federação de Futebol de Guiné-Bissau, para uma deslocação da caravana da seleção nacional para o jogo frente a Águias preta da Namíbia, sem sobressaltos com aconteceu na deslocação dos Djurtus para a Zâmbia onde outros tiveram grandes dificuldades de viajaram juntos com os seus colegas para a Zâmbia, e garantiu que seleção ira chegar ao solo Namibiano o mais tardar até o dia 12 deste mês, porque desta vamos fazer um percurso mais curto em relação ao jogo passado contra a Zâmbia.

Este jogo muito importante para qualificação das duas seleções que estão partilhar a liderança do grupo (K) ambos com 7 pontos cada.  

De recordar que o Governo liderado pelo Aristides Gomes, através da secretária de estado de juventude cultura e desportos, tinha prometido liquidar todas as dívidas com todos os jogadores da seleção nacional, antes do jogo dia 14 de Outubro, em que Os Djurtus venceu a Zâmbia por 2-1 no estádio nacional 24 de Setembro.
De acordo com um documento que a imprensa desportiva teve acesso, em que a Secretária de Juventude cultura, e Desportos, Federação de futebol de Guiné-Bissau, e os capitães da seleção nacional assinaram um acordo para as suas reivindicações.

Pontos de acordo alcançado entre as partes
1-O Governo, a Federação de Futebol e os jogadores, representados pelos capitães, assumem o compromisso de trabalhar, num prazo de duas semanas, a contar do dia 27 de Agosto, na determinação do valor exato das dívidas, fazendo recurso a metodologia de troca de correspondência e apresentação de justificativos de pagamento e de realização de despesas a reembolsar.,
2-O Governo assume o compromisso de saldar, a prestações, a totalidade das dívidas apuradas. Devendo a primeira prestação ser paga, antes do jogo com a Republica da Zâmbia, a realizar-se no próximo de Outubro,

3-Os futebolistas assumem o compromisso de participar no próximo jogo, não condicionando a sua participação ao pagamento das dívidas negociadas, em atraso.
4-Igualmente, os futebolistas comprometem-se a não abordar o assunto relativo as suas dividas, antes do jogo com a Moçambique, assegurando, assim, a sua efetivação participação e dedicação aos jogos.

Mas o governo liderado pelo Aristides violou acordo que tinham acordo com os capitães da selecção nacional, porque não pagaram as dívidas que tinha comprometido que irão pagar aos jogadores da selecção antes do jogo frente a Zâmbia.

Por: Idjé Da Costa
Partilhe no Google Plus