CATIÓ BALDÉ SUSPENDE SUAS FUNÇÕES NA FEDERAÇÃO GUINEENSE DE FUTEBOL

O Diretor-Executivo da Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB), o empresário de futebol, Catió Baldé pediu ontem, 15 de Março 2018, a sua ‘suspensão temporária’ das suas funções que desempenha junto da entidade que rege o desporto-rei guineense.

Numa carta feita em Lisboa, Portugal e datada de 15 de Março de 2018, endereçada à Federação de Futebol da Guiné-Bissau, que o jornal O Democrata teve acesso, Catió Baldé comunicou que não estará nos estágios para os próximos compromissos dos ‘Djurtus’ em França, nos dias 19 a 27 de Março.

Venho, pela presente, suspender as minhas funções de Diretor Executivo da FFGB temporariamente até uma reunião/conversa com o presidente já solicitado por mim, junto da secretaria-geral. Assim, comunicar também, que NÃO vou participar no estágio da seleção nacional nas datas de 19/03/18 a 27/03/18”, lê-se na curta missiva do empresário desportivo.

Baldé pediu antecipadamente a compreensão, acrescentando que aguarda a marcação da reunião que solicitou ao presidente da Federação de Futebol da Guiné-Bissau, Manelinho Nascimento Lopes.

Recorde-se que Catió Baldé foi nomeado diretor executivo da Federação de Futebol da Guiné-Bissau, em Novembro de 2016, quando os ‘Djurtus’ preparavam a participação inédita numa Taça das Nações Africanas (CAN), realizado no Gabão, em Janeiro e Fevereiro de 2017.

Na altura, numa declaração à Agência de Notícias Lusa, a secretária-geral da federação guineense, Virgínia Mendes, afirmara que a indigitação do empresário Catió Baldé “foi decidida pelo presidente” da instituição, Manuel Irénio Nascimento Lopes, com efeitos imediatos.

O Democrata GB/O Golo GB
Partilhe no Google Plus