OPINIÃO: IDJÉ DA COSTA SOBRE O ESTADO FÍSICO DO ESTÁDIO NACIONAL 24 DE SETEMBRO

Grito de Socorro!
Os actuais responsáveis da secretaria de estado de Juventude cultura e dos desportos querem acabar com o futebol de Guiné-Bissau .

O estádio nacional 24 de Setembro agora não é o estádio para a pratica desportiva , passou a ser o palco para concertos musicais.

Caso o Estádio Nacional 24 de Setembro danificar alguém deve ser responsabilizado pelo seu acto, porque o maior palco de futebol nacional com a capacidade de 15 mil espectadores, e o único com relvado natural no país, está a ser usada de uma forma inapropriada com os sucessivos concertos musicais de músicos nacionais e internacional .

Os dois últimos concertos no estádio motivou a não realização de jogo da 9 jornada do campeonato nacional da primeira divisão, entre FC Cuntum e FC Canchungo que foi transferido para o Estádio Lino Correia.

"Com muita tristeza constatei eu mesma o estado em que ficou o Estádio depois dos últimos dois concertos, nomeadamente, de Tabanca Djaz e do músico Angolano Anselmo Ralph"

Secretaria de estado de Juventude cultura e dos desportos responsável pela aluguer do estádio por um valor que supostamente de 4 milhões de fcfa, para cada concerto musical, quero que estes dois últimos concertos sejam um ponto final nesta brincadeira que está a trazer desperdícios para o futebol nacional, não queremos mais o concerto no estádio.

Caso contrário,os actuais responsáveis pela aluguer do estádio serão responsabilizados para os futuros consequenciais caso o estádio nacional 24 não estar em condições apropriado para receber os jogos nacionais e internacionais.
Serão responsabilizados pelos seus vergonhosos actos cometido contra a nação guineenses e aos desportistas.

Bissau 12 de Fevereiro de 2018.
Por: Idjé da Costa, Jornalista Desportivo e apresentador do espaço desportivo 4Linhas da Rádio Sol Mansi.


Partilhe no Google Plus