PEFINE E FARIM REGRESSAM A PRIMEIRA DIVISÃO

Flamengo de Pefine e desportivo de Farim asseguraram este sábado, o regresso à primeira divisão do campeonato nacional para a próxima época desportiva, ao venceram as suas respectivas partidas referentes a decima terceira jornada das series “A” e “B” da segunda liga.

A formação de pefine precisava de vitória frente ao seu perseguidor direto na tabela classificativa, que é Estrela Negra de Bissau, vencendo por 2-0, e Desportivo de Farim viajou até Ingoré vencer a académica local por mesmo resultado, onde precisava apenas de empate, e juntaram-se à Hipopótamos de Sonacó que garantiu a subida inédita na semana passada.

A partida entre Estrela Negra de Bissau e Flamengo de Pefine foi realizado no tapete sintético de Estádio Lino Correia que registou uma fraca assistência nas bancas, mas contudo as duas equipas protagonizaram uma excelente partida de futebol.

Muito cedo os rapazes de bairro de Pefine mostraram a sua ambição de vencer a partida e garantir a subida que só foi possível na etapa completar. Logo no primeiro minuto da partida, Pefine deu aviso ao adversário, desperdiçando a primeira oportunidade de se colocar em vantagem no decorrer do minuto 1.

Os flamenguenses subiram no terreno e dificultaram FARP, principalmente na zona da construção, logo nos primeiros dez minutos.

A passagem dos 15 minutos as duas equipas equilibraram a partida e criaram muitas oportunidades de golo, mas todos não foram eficazes na finalização.

Porem, aos 40 minutos da partida, os militares ficaram reduzidos a dez unidades, pela expulsão de Norton Vieira Faria que viu um vermelho directo, numa entrada a margem das leis, e Pefine viu a sua tarefa mais facilitada.

As duas equipas foram aos balneários sem que o resultado alterasse, apesar das várias tentativas por parte das duas equipas.

Na segunda parte, Estrelas Negras de Bissau vendeu a vitória muito cara aos homens de bairro de Pefine, apesar de reduzida a dez unidades, comandados de Mister Mendes entraram muito organizados taticamente e baixaram o bloco defensivo e conseguiam criaram algumas oportunidades, mas não foram eficazes na parte final.

Na entrada dos últimos 20 minutos da partida, Pefine conseguiu mostrar a sua superioridade numérica e povoou mais homens no meio campo e assumiram as despesas do jogo.

Logo aos 72 minutos, Pefine chegou a vantagem por intermedio de Malam Mané que recebeu um cruzamento da zona direita do seu ataque e solto de marcação, o avançado colocou o esférico para fundo das redes e abriu o marcador.

Quando a equipa de militares tentavam a reagir ao golo sofrido com a esperança de FARP em, pelo menos, chegar ao empate e adiar a festa de Pefine para próxima semana, voltaram a sofrer o segundo golo, ao cair do pano.

Aos 90 minutos, Kaó Victor Camala fechou a contagem por duas bolas a zero, e explodiu os adeptos de pefine de alegria nas bancadas de Estádio Lino Correia.

Na final da partida, Samer, técnico de Pefine não escondeu a sua satisfação pela subida, e revelou que o segredo do triunfo está no trabalho árduo que desenvolveu durante a época, mas destacou que a regularidade da sua equipa foi o factor mais determinante para a subida de divisão, pelo que não ficou surpreendido com o feito histórico da sua equipa.

Questionado sobre os objetivos a frente da formação de Pefine para a próxima época, Samer não quis comentar o assunto, sublinhando que o seu contrato com o clube termina já na final da presente época e não sabe se a direção do clube vai apostar na continuidade.

Por sua vez o presidente do Flamengo de Pefine, Denílson Gomes Monteiro, também manifestou a sua satisfação com regresso ao convívio dos grandes, considerando que a sua equipa regressou ao seu devido lugar, dizendo que o lugar do seu clube é na primeira divisão.

O dirigente agradeceu todos os jogadores, equipa técnica, membros da direcção, simpatizantes, sócios e adeptos do clube.

O presidente falou também dos objectivos da equipa para próxima época, Denílson Gomes Monteiro apontou a permanência como principal objetivo de Pefine na próxima época desportiva.

Por fim, o técnico de Estrela Negra de Bissau, Miguel Mendes (Mister Mendes) reconheceu a derrota, e parabenizou Pefine, pela subida.

Mister Mendes considerou ainda que a expulsão de Nortom pesou muito na derrota, destacando que mesmo com dez unidades a sua equipa esteve bem, mas pecou muito na finalização.

O técnico pediu ainda a união a volta de equipa, alias, o técnico queixou muito da falta de apoio de alguns dirigentes e adeptos, lembrando que a equipa acabou ter um presidente na parte final do campeonato.

Recorda-se com a confirmação de regressos de Flamengo de Pefine e de Clube Desportivo de Farim e da primeira presença de Sonacó, já está tudo acertado na segunda divisão nacional.

O DEMOCRATA GB 
Partilhe no Google Plus