CAN 2017: GUINÉ-BISSAU PERDE COM BURKINA-FASO E DESPEDE-SE DA COMPETIÇÃO

A seleção nacional de futebol da Guiné-Bissau perdeu ontem com a Burkina-Faso por duas bolas a zero e viu o seu o seu objectivo de chegar aos quartos de finais desta competição a não ser concretizado, tendo terminado a fase de grupos na última posição do grupo A com apenas um ponto.

A Guiné-Bissau entrou a perder logo aos 12 minutos altura em que o defesa central Rudinilson Silva tentou desviar um cruzamento dos Burkinabes oriundo do lado direito do seu ataque, a intenção do Rudi era atrazar de cabeça para o guarda-Redes Jonas mas os dois não se entenderam e a bola acabou por entrar na baliza.


Com o golo sofrido, houve uma boa reação por parte dos comandados do Mister Candé, a Guiné-Bissau terminou a primeira parte puxando o adversário para o seu último reduto.
O início da segunda parte voltou a não ser bom para a Guiné-Bissau, os Burkinabés voltaram a marcar aos 13 minutos desta parte e 58 do jogo,  numa bola aérea dividida no meio campo, os Burkinabés levaram melhor e rapidamente Nakoulma assistiu Bertrand Traore isolado com Jonas e fez dois a zero. 

O jogo continuou com Os Djurtus sempre a pressionar no sentido de reduzir a vantagem mas foi a seleção da Burkina-Faso que concretizou com sucesso duas ocasiões e acabou por vencer numa partida em que a Guiné em termos estatísticos esteve melhor com excepção do golo.
São 54% de posse de Bola pala a Guiné-Bissau e 46 para a Burkina-Fasso.
3 remates enquadrados a baliza para a Guiné-Bissau e 1 para a Burkina Faso num total de 13 remates para a Guiné-Bissau e 7 para Burkina Faso.
9 Pontapés de Cantos para a Guiné-Bissau e zero para Burkina.
A Guiné-Bissau além do golo só foi inferior a Burkina-faso em termos de faltas cometidas, 18 faltas para 16 de Burkina-Faso uma diferença de duas faltas.
Em termos disciplinares, dois Burkinabes viram cartolina amarela e só Juary aos 80 minutos pela Guiné-Bissau, Juary que para já falha o próximo jogo da seleção relativamente ao apuramento para o CAN 2019  a realizar em Camarões por ter visto duas cartolinas amarelas, uma com os Camarões e a outra com a Burkina-Faso.

A Guiné-Bissau Alinhou com seguinte Onze inicial:
JONAS MENDES, JUARY SOARES, RUDINILSON SILVA, TOMÁS DABÓ, MAMADU CANDÉ, NANÍSIO SOARES, FRANCISCO JÚNIOR SANTOS, ZEZINHO LOPES, TONY SILVA, PIQUETE DJASSI, FEEDERICK MENDI

Os suplentes utilizados foram: Sana a substituir Nanísio aos 63 minutos, Abel Camará entrou aos 65 minutos substituindo Piqueti e finalmente foi a vez do Santos sair para permitir a entrada do Aldair Baldé aos 76 minutos.

A participação da Guiné-Bissau nesta edição do CAN ficou marcada pela não utilização do Capitão Bocundji Cá em nenhuma partida. CÁ que desde 2010 sonhava fazer pelo menos uma partida no CAN, mas o tal sonho não se concretizou devido a opção técnica.

in Sou Djurtu
Partilhe no Google Plus