BRASIL: ESTUDANTES GUINEENSES DA UNILAB APOIAM OS DJURTUS FINANCEIRAMENTE

A comunidade estudantil Guineense da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia afro Brasileira (UNILAB) destinou todos os fundos angariados nos eventos recreativos realizados no mês de Dezembro à seleção nacional da Guiné-Bissau que vai participar pela primeira vez na fase final do campeonato africano das Nações.

Em declarações exclusivas ao nosso portal, Suleimane Seide , coordenador de campanha de angariação de fundos para Djurtus na cidade de Redenção-Brasil informou que o montante total angariado nesta campanha foi de 320 Euros que já foi prontamente entregue ao Mamadú Sarifo Djaló responsável da Federação Nacional de Futebol da Guiné-Bissau pela angariação dos fundos para "OS DJURTUS".

Segundo este estudante, a comunidade Estudantil guineense da UNILAB em várias ocasiões mostrou o seu apoio moral para com os Djurtus, e desta vez, com o intuito de minimizar as dificuldades financeiras que a Seleção Nacional tem deparado, decidiu realizar eventos desportivos e culturais cujos fundos seriam destinados a Seleção Nacional como a forma de mostrar não só o apoio moral, mas também de contribuir financeiramente na medida do possível para a nossa querida Seleção.

"Nós como sendo Guineenses temos por obrigação ajudar o país na medida da nossa possibilidade, é necessário a união e solidariedade neste momento ímpar da nossa história, estamos há 11 dias do jogo inaugural e a seleção nacional precisa de todo o nosso apoio e carinho necessário. Creio que todos Guineenses podem ajudar em alguma coisa independentemente da classe social" enalteceu Suleimane Seide, estudante guineense na UNILAB e coordenador de campanha de angariação de fundos a Djurtus cidade de Redenção-Brasil antes de realçar o papel de cada guineense no sucesso da seleção nacional no CAN-2017

O desejo desta comunidade académica foi materializado, e pela primeira vez na história do país uma comunidade estudantil apoia financeiramente a seleção nacional.

De salientar que todas essas actividades contaram com a participação de outras comunidades nos quais se destacam a participação da comunidade Angolana, Moçambicana, Cabo-Verdiana, São Tomense, e Timorense.

Fotos dos Eventos:















in Sou Djurtu
Partilhe no Google Plus