OPINIÃO: NÃO VAMOS AO ACAMPAMENTO NO GABÃO, BASTA COMITIVA CHEIO DE FALSOS DIRIGENTES E SEM JORNALISTAS!

A Seleção Nacional de Futebol participará no Janeiro próximo pela primeira vez na sua história no Campeonato Africano das Nações, maior evento da modalidade no continente berço da humanidade onde ela obviamente precisará de todo o apoio e carinho necessário de todos nós enquanto guineenses.

A este propósito, eu enquanto cidadão guineense amante do desporto e especial futebol, um adepto ímpar da seleção nacional e reconhecedor das qualidades dos Futebolistas guineenses, recorro a este portal para chamar atenção a todos os guineenses, aos dirigentes dos clubes, e em especial aos dirigentes federativos sem esquecer do governo que sempre juntamente sacrificam os jogadores com viagens despercebidas e desumanos neste pleno século XXI, e ao falar dos per diems ainda é mais lastimável.

A seleção nacional não é um clube (Benfica, Sporting ou Balantas de Mansoa), não é um partido político e muito menos uma cúpula de pessoas que têm estado sempre a desmerecer a confiança de nós enquanto adeptos da seleção nacional que quando houver jogo somos primeiros a chegar o estádio as vezes de manha cedinho, pelo contrário a seleção nacional é uma máquina de unidade nacional e uma ferramenta ímpar na afirmação da tão almejada reconciliação nacional.

A Seleção nacional nacional não pode e nem deve servir de um espaço de negócio de certas pessoas, há grandes anomalias a volta da seleção, as vezes acontecem coisas que ninguém consegue perceber, mas a essas pessoas só tenho que lhes dizer que respeitem o espírito de sacrifício e patriótico mostrado pelos jogadores nacionais, e caso cometerem os mesmos erros cometidos na campanha de qualificação, digo num tom muito desagradável que vamos voltar cedo a casa. Porquê que vamos voltar cedo a casa? A resposta é simples: Vamos voltar cedo se os dirigentes de futebol e o governo não corrigirem os erros do passado porque já no CAN todo cuidado é pouco, não queremos uma seleção sem preparador físico e muito menos uma seleção que viaja com grande número de dirigentes (que não são dirigentes porque não cumprem comas suas obrigações) em detrimento dos staff da equipa técnica e alguns jogadores. NÃO VAMOS AO ACAMPAMENTO NO GABÃO, BASTA COMITIVA CHEIO DE FALSOS DIRIGENTES E SEM JORNALISTAS!

Aproveito dizer que estamos fartos de ter uma seleção a viajar sem jornalistas, profissionais indispensáveis em qualquer que seja parte do mundo e muito mais importante ainda quando se trata de um país que fica totalmente parado quando a seleção nacional joga.
Cortar nome dos jornalistas, alguns membros da equipa técnica e alguns jogadores para levar os homens de fatos finos, isso é uma ideia extremamente equivocada e muito antiquada, o povo guineense não merece este tipo de tratamento.

Por outro lado, acho que na lista de pré-convocados para o CAN alguns jogadores que estiveram em momentos mais difíceis da seleção deviam merecer outro tratamento, foram postas de fora mas convocaram os jogadores do Campeonato de Portugal (3ª divisão) o que vem contra a lógica da seleção dos jogadores para equipa nacional de um país. claro que a seleção é para os melhores da actualidade e sei que muitos amantes de futebol estarão de acordo comigo, há vários jogadores que militam na primeira liga e nos campeonatos mais competitivos da Europa em relação a terceira divisão portuguesa que podiam ser mais valia para os Djurtus contudo dou benefício de dúvida esperando os resultados. Também a nomeação dum empresário de futebol Catió Baldé para o cargo de Director Executivo da federação é algo que para mim é muito perigoso e poderá ter contornos graves porque o objectivo fundamental de qualquer empresário é conseguir pôr os seus jogadores representados ao mais alto nível e a seleção nacional poderá servir de ponte de ligação dos jogadores deste empresário para os clubes de elite.

As minhas desculpas para aqueles que eu possa ofender com esta mensagem, lancei-a por causa nacional e em defesa dos supremos interesses dos jogadores guineenses.

Basta tratamentos desumanos aos nossos jogadores!
Basta viagens sem jornalistas!

Força Djurtus!
Minhas Saudações fraternais e desportivas!
Bissau, 13 de Dezembro de 2016.

Por: JÓ GOMES DA COSTA
Cidadão atento ao futebol Nacional
 in Sou Djurtu

Partilhe no Google Plus